Instituído em 1999, em substituição do Programa de Crédito Educativo (PCE/CREDUC), o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) foi criado pelo Governo Federal. O FIES é um programa do Ministério da Educação destinado a financiar a graduação superior de estudantes matriculados em instituições privadas.

Desde sua data de criação até hoje, o programa sofreu algumas mudanças em suas regras. Ainda, de acordo com as novas regras na Legislação do Fies, pequenas alterações foram feitas quanto a quem pode e quem não pode se inscrever no programa. Um dos requisitos é que o estudante tenha realizado o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) de 2010 ou após.

Confira abaixo todas informações referente as novas regras do FIES 2020. Por isso, leia atentamente todos os tópicos abaixo. Veja!!

QUEM PODE E QUEM NÃO PODE SOLICITAR O FIES

Quem Pode?

Podem solicitar o financiamento pelo FIES os estudantes regularmente matriculados em cursos de graduação não gratuitos que tenham obtido avaliação positiva no SINAES, que é o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior, e que seja oferecido por instituição de ensino superior participante do Programa.

O estudante só poderá solicitar o financiamento se o mesmo for para um único curso de graduação e estando regularmente matriculado.

Novo Fies

QUEM NÃO PODE?

Estudantes que estejam em situação de matrícula acadêmica trancada no momento da inscrição, não possuirão direito a inscrição no programa. Também fica retido à inscrição, estudantes que já tenha sido beneficiado com financiamento do FIES. Àqueles que possuem inadimplência com o Programa de Crédito Educativo (PCE/CREDUC).

Estudantes cujo percentual de comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita seja inferior a 20% (vinte por cento). E também estará vedada a inscrição daqueles que a renda familiar mensal bruta seja superior a 20 (vinte) salários mínimos. NOVO FORMATO Em 2010, o Fundo de Financiamento Estudantil passou a funcionar em um novo formato.

Agente Operador do Programa e os juros caíram para 3,4% ao ano. Além disso, passou a ser permitido ao estudante solicitar o financiamento em qualquer período do ano. O financiamento do FIES é concedido pela Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil que são os dois bancos oficiais do programa.

Inscrições do FIES

As inscrições são feitas exclusivamente pelo Sistema Informatizado do FIES (SisFIES), disponível para acesso no site http://sisfiesportal.mec.gov.br/. O estudante poderá fazer a inscrição em qualquer período do ano, de janeiro a junho, para o financiamento relativo ao 1º semestre, e de julho a dezembro, para o financiamento relativo ao 2º semestre do ano.

Isenção do FIES

Estarão isentos da exigência do Exame Nacional do Ensino Médio, os professores da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica, integrantes do quadro de pessoal permanente de instituição pública, regularmente matriculados em cursos de licenciatura, normal superior ou pedagogia.

O FIES só financia os cursos de graduação com conceito maior ou igual a 03 (três) no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), das instituições participantes. Os cursos que ainda não possuam avaliação no SINAES e que estejam autorizados para funcionamento, segundo cadastro do MEC, também poderão participar do Programa.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre o Fundo de Financiamento Estudantil, não perca mais tempo. Entre no site SISFIES e realize já a sua inscrição.