Uma questão crucial para os países em desenvolvimento é se o ensino superior privado de baixa qualidade é melhor do que nenhum, em circunstâncias em que os sistemas públicos não conseguem atender à crescente demanda dos estudantes. O Brasil decidiu que era e começou a expandir rapidamente seu sistema de ensino superior, inclusive abrindo-o para instituições privadas. Hoje, o país possui um dos maiores setores privados do mundo e registra 75% de todos os estudantes do ensino médio.

Existem mais de seis milhões de estudantes no Brasil, em instituições públicas e privadas que variam muito em qualidade, algumas muito boas, outras nem tanto. O Brasil optou por oferecer ensino superior a uma proporção crescente de estudantes, embora com qualidade variável, com a premissa de que um país não pode se desenvolver de maneira ideal se não tiver um objetivo superior que tenha um desempenho forte e ampla participação.

Ao expandir e melhorar suas instituições públicas, outras camadas de instituições foram criadas – incluindo faculdades e provedores privados – para ampliar a participação. Hoje, o país possui cerca de 2.500 instituições de ensino superior, e cerca de 2.250 são privadas, incluindo cerca de 90 universidades particulares.

Inscrição do vestibular

São Paulo é o estado mais rico e possui seu próprio sistema de ensino superior. Existem três instituições, incluindo a enorme e intensiva universidade de pesquisa de São Paulo, que produz cerca de 12.000 graduados por ano. A Universidade Paulista, é voltada principalmente para a pós-graduação e possui uma coleção de campi em diferentes partes do estado.

Sempre presente nos rankings de melhores universidades, a Universidade de São Paulo, ou USP, é o sonho de muitos brasileiros, mas não é fácil ingressar em um dos cursos de graduação dessa prestigiada instituição de ensino. Seja pelo Sisu ou pela Fuvest, a disputa pelas vagas é acirrada e as notas de corte são bem altas.

usp

A USP é mantida pelo governo do Estado de São Paulo. Foi fundada em janeiro de 1934 como universidade, mas a faculdade de Direito da USP já existia desde agosto de 1827. É a maior universidade pública do país, com 42 unidades, espalhadas por dez campi, em sete cidades: São Paulo, Bauru, Lorena, Piracicaba, Pirassununga, Ribeirão Preto, Santos e São Carlos.

O processo seletivo é responsável por selecionar os candidatos para estudar em uma das melhores universidades do país: a USP (Universidade de São Paulo). Em 2018, a instituição passou a aceitar candidatos do Sistema de Seleção Unificada (SISU). Por isso, o vestibular da Fuvest 2018 apresentou uma concorrência maior em comparação aos outros anos.

Cursos

Além de medicina, Audiovisual e Psicologia, outras graduações aparecem na lista dos cursos mais concorridos da USP. Se você vai fazer o vestibular 2020, prova com a primeira etapa marcada para o dia 29 de novembro, saiba como foi disputa desse ano por uma vaga na Universidade de São Paulo.

Existem três formas principais de ingressar nessa universidade: pelo vestibular, que é promovido pela Fundação Universitária para o Vestibular, a Fuvest; pelo Sistema de Seleção Unificada, o Sisu, que utiliza a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem); pela transferência externa para USP, um processo que também é coordenado pela Fuvest.

cursos-usp

Os cursos de graduação da USP são oferecidos em oito cidades: São Paulo, Bauru, São Carlos, Lorena, Ribeirão Preto, Piracicaba, Pirassununga e Santos. Há cursos, como o de Administração, que são oferecidos em mais de um campus, então o estudante deve acessar o site de cada unidade e conferir qual o projeto pedagógico que mais se alinha às suas expectativas.

A USP oferece formação em diversas áreas de conhecimento não só em nível de graduação, mas também de especialização, pós-graduação e mestrado e diversos cursos gratuitos. Várias das opções ofertadas estão entre as formações mais reconhecidas no Brasil, tanto na questão acadêmica como no sucesso dos profissionais formados pela universidade.

Pós graduação

A Pós-Graduação Stricto Sensu compreende os cursos de Mestrado e de Doutorado. Voltada para geração do conhecimento, destina-se a formação de docentes, pesquisadores e profissionais com amplo domínio do saber e capacidade de liderança e inovação.

Durante o curso de mestrado ou de doutorado, o aluno deverá realizar disciplinas e desenvolver seu projeto de Dissertação ou Tese. O título de Mestre ou de Doutor é obtido após cumprimento das exigências do curso, incluindo a defesa da Dissertação ou da Tese, respectivamente.

pós-graduação-usp

O prazo para o mestrado varia de 24 a 48 meses e para o doutorado de 36 a 60 meses, o Doutorado Direto pode ser concluído em até 72 meses, dependendo do programa e/ou do curso.

Os cursos de pós-graduação stricto senso são oferecidos em sua maioria pelas Unidades de ensino e pesquisa da Universidade. Há ainda cursos de pós-graduação Interunidades, em geral de caráter interdisciplinar, que desenvolvem suas atividades nas várias unidades membro dos programas. Além disso, a USP promove e organiza cursos de Pós-Graduação com a participação de uma ou mais instituições de ensino superior brasileiras ou estrangeiras (Programas Interinstitucionais).

A cooperação acadêmica e científica entre Programas de Pós-Graduação da USP com instituições de ensino e pesquisa estrangeiras tem sido intensificada. Acordos de cooperação são realizados pela USP com instituições reconhecidas internacionalmente contemplando mobilidade de estudantes e professores para desenvolvimento de estudos e pesquisas, realização de estágios de curta ou média duração, incluindo-se ainda a orientação múltipla entre USP e Instituições estrangeiras.